quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Diversão com braço robótico

Quem trabalha com automação industrial (robótica) as vezes têm a oportunidade de fazer alguma coisa divertida.

Um grupo resolveu acoplar uma cadeira na ponta de um braço robótico de 6 eixos. A liberdade e velocidade dos movimento são diversão garantida.






Não sei se eu ficaria confortável e confiável nesta mesma situação. Lembrando que nem sempre os robôs obedecem as Três Leis da robótica de Asimov.

1ª lei: Um robô não pode ferir um ser humano ou, por omissão, permitir que um ser humano sofra algum mal.

2ª lei: Um robô deve obedecer as ordens que lhe sejam dadas por seres humanos, exceto nos casos em que tais ordens contrariem a Primeira Lei.

3ª lei: Um robô deve proteger sua própria existência desde que tal proteção não entre em conflito com a Primeira e Segunda Leis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário